MÁS NOTICIAS
Juan Pablo Sánchez se impone cortando una oreja en la 1ª corrida de la Feria de San Juan del RíoGalería. Así vio la inspiración de André Viard… la Puerta Grande de Carlos Olsina en IstresLa galería de Elsa Vielzeuf así vio… triunfar a Carlos Olsina en IstresOrden de lidia de los toros de Jandilla y Vegahermosa para la Corrida In Memoriam de Las Ventas (Fotos y vídeo)Algemesí hace oficial el elenco ganadero para su feria de novilladasVíctor Hernández, finalista de la Copa Chenel 2024Carlos Olsina, el triunfo de la perseverancia‘Vendimiador’ de Jandilla abre la corrida In Memoriam homenaje a ‘Antoñete’Víctor Hernández primer finalista de la Copa Chenel 2024Homenaje a Antonio Chenel “Antoñete”, inmortal torero de la movida.Antoñete, así que pasen los añosJoselito: «El año de mi retirada no me fui en Zaragoza, sino en Sevilla, con un toro de Manolo González»‘Salta’ la millonaria venta de una finca brava entre ganaderías emblemáticas como Murube o El ToreroLa rotundidad de Ginés Marín y la torería de Talavante y Roca Rey, a hombros en Plasencia En Istres… ¡La Hermosa tarde de Christian Parejo quien cortó cuatro orejas!Un rotundo Ginés Marín corta cuatro orejas para salir a hombros con Talavante y Roca Rey en Plasencia (Fotos y Video)Luis David Adame corta una oreja en la primera semifinal de la Copa Chenel en Valdetorres de Jarama (Fotos)La galería de Elsa Vielzeuf así vio… a Christian Parejo, Leo Valadez y Castella en IstresPresentada la guía Bravo Madrid, con actividades para conocer ganaderías madrileñasGalería. Así vio la inspiración de André Viard… la Puerta Grande de Christian Parejo en Istres
16 junio 2024

.

Jacques Rodrigues: patrão da «imprensa cor-de-rosa» detido pelas P.J.

Jacques Rodrigues, dono do Grupo Impala, proprietário da famosa revista «Nova Gente» e de outras publicações sociais e televisivas, como a «Maria» e a «TV 7 Dias», foi esta manhã detido pela Unidade de Combate à Corrupção da Polícia Judiciária, depois de andar a ser investigado há longo tempo, por suspeitas de burla e fraude no valor de 100 milhões de euros.

Na operação, denominada «Última Edição» e que pode significar a queda do Império Impala, foram ainda detidos o filho mais velho de Jacques Rodrigues, o seu advogado e o seu revisor de contas, tendo dez pessoas constituídas arguidas.

Em causa estão suspeitas da prática dos crimes de corrupção passiva, corrupção activa, insolvência dolosa agravada, burla qualificada e falsificação ou contrafação de documentos.


O esquema passaria pela manipulação da contabilidade de várias empresas com prejuízo para os trabalhadores. Jacques Rodrigues ficava com o património passando-o para o nome de outras pessoas e abrindo outras empresas. Há algum tempo que existiam dezenas de queixas contra o dono do Grupo Impala nos tribunais, mas Jacques Rodrigues conseguiu sempre escapar à justiça, chegando mesmo a processar várias publicações que noticiaram a difícil situação da empresa nos últimos anos.


A operação desta manhã decorreu em Lisboa, Sintra, Cascais, Oeiras, Amadora, Santo Tirso, Porto, Matosinhos e Funchal, tendo a Polícia Judiciária procedido à execução de trinta e dois mandados de busca, oito buscas domiciliárias e vinte e quatro buscas não domiciliárias. Foram ainda realizadas seis buscas em empresas com actividade no domínio da Comunicação Social, quatro em Sociedades/Gabinetes de Revisores Oficiais de Conta e uma em escritório de Advogado.


«Em causa está uma investigação criminal cujo objecto visa um plano criminoso traçado para, entre o mais, ocultar a dissipação de património, através da adulteração de elementos contabilísticos de diversas empresas, em claro prejuízo de diversos credores, v.g., os trabalhadores, fornecedores e o Estado, estando reconhecidos créditos num valor total de cerca de 100.000.000,00€ (cem milhões de euros)», lê-se no comunicado emitido pela Polícia Judiciária.


«Acresce a forte indiciação do desvio de valores com origem nas estruturas societárias, para fora do território nacional, num montante global que ascenderá a largas dezenas de milhares de euros», acrescenta.


Os detidos serão presentes no Tribunal de Instrução Criminal de Sintra, para realização do primeiro interrogatório judicial, para depois serem aplicadas as medidas de coacção tidas por adequadas.

Foto D.R./rumores.tv


Read Morehttp://farpasblogue.blogspot.com/