MÁS NOTICIAS
Alberto Durán, en Grana y OroBrea de Tajo: los toros de El Estoque y Osborne que se lidiarán el domingo en la Copa ChenelAsí está el campo bravo: menos toros y más caros. – DE SOL Y SOMBRAPablo Hermoso corta cuatro orejas y un rabo en Almoloya de AlquisirasBorja Jiménez inicia temporada: «Quiero entregarme y devolver a la afición todo el cariño que me ha dado este invierno»Paco Velasquez presenta una cuadra de máxima altura para su temporada 2024Uceda Leal, Javier Portal, Román y Álvaro Lorenzo destapan su lado más humano en VillasecaLa peña «Oro y Plata», un bastión de afición taurina en BalearesMartín Morilla presenta en su tierra, Morón, su debut con caballos, que tendrá lugar en Sanlúcar de BarramedaDiego Bastos en solitario en ConstantinaEl lado humano de los toreros en las Jornadas Taurinas de Villaseca de la SagraEl novillero Diego Bastos se encerrará en ConstantinaToiros com Arte lembra: Santo Aleixo (30 de Março) é o próximo ponto de encontro!16 de Março: todos com os Ribeiro Telles na Monumental de Santarém!13 de Abril: cartel de luxo em Santa Eulália no 3º Memorial José Tello Barradas25 de Abril em Alter: imponentes toiros de Vale Sorraia num grande cartel em tarde de homenagem a Raúl Telles de CarvalhoBayona, con ganaderías para su temporadaAmanhã em directo no Canal Extremadura: a novilhada que abre a Feira de OlivençaVem aí o toureiro mais desejado pela aficion portuguesa! Não se fala de outra coisa!La Copa Chenel inicia este sábado en Valdilecha
1 marzo 2024

.

Leopoldo Nunes morreu há 35 anos

Leopoldo Nunes morreu há 35 anos (15 de Janeiro de 1988) com 90 de idade. Jornalista, afamado crítico tauromáquico e escritor, filho de forcado e sobrinho de bandarilheiro, foi toureio amador e os seus restos mortais estão em Montemor-o-Novo, sua terra natal.

Fundador do programa radiofónico «Sol e Toiros», colaborou na Emissora Nacional, escreveu diversos livros, entre os quais «Madrid Trágica» e «Vida e Morte de Manolete» (capa em baixo), foi vereador da Câmara Municipal de Lisboa e entre muitos outros galardões que recebeu em vida, foi distinguido com a Medalha de Ouro do Sindicato dos Jornalistas.


Durante muitos anos organizou na praça do Campo Pequeno, em parceria com a empresa de Manuel dos Santos, o célebre festival taurino a favor do Hospital de Montemor-o-Novo, por onde passaram as maiores figuras do toureio da época de Portugal e Espanha.


Na edição deste mês da revista «Novo Burladero», Luis Toucinho recordou na sua secção «Picotazos» que o Município de Montemor o homenageou ainda em vida, atribuindo o seu nome a uma das principais artérias da localidade, mas depois do 25 de Abril os democratas retiraram a placa toponímica e rebaptizaram a rua com o nome de um revolucionário…


Prestes a chegar o 50º aniversário da Abrilada e, «felizmente hoje com uma democracia amadurecida», considera Luis Toucinho, «é tempo de Montemor repor justiça». Oxalá isso aconteça.


Em 1981, sete anos antes da sua morte, deu a última entrevista a Miguel Alvarenga (foto de baixo) na RTP no então programa taurino «Sombra Sol» de Maurício do Vale.


Fotos D.R.


Read Morehttp://farpasblogue.blogspot.com/